Bem-vindo

Caros amigos,
O site do vinho Negreiros ( www.negreirostinto.com ) foi completamente remodelado e uma das coisas que pedi à web- designer Patrícia Rodrigues (think(out)) foi que me ensinasse a mexer naquilo. Portanto, o site - antes estático - tem agora um capítulo chamado "Ultimas", onde passarei a pôr o que antes punha neste blog, cuja tendência, portanto, é ficar desactualizado. Espero que não se zanguem - e que até gostem da mudança.
Saúde!
Mário Negreiros

Welcome

Dear friends,
The site of Negreiros wine (www.negreirostinto.com) has been completely remodeled and one of the things I asked the web-designer Patricia Rodrigues (think (out)) was to teach me how to manage it. So, the site - before static - now has a chapter called "Latest", where I will post the things I used to put on this blog, whose tendency is therefore to be outdated. I hope you do not get angry - and even like the change.
Cheers!
Mario Negreiros

domingo, 26 de setembro de 2010

Primeiras uvas

Caros amigos, só hoje lhes dou conta da vindima nocturna que fizemos de quinta para sexta-feira porque – acredite-se – a rede móvel, quando chega, chega fraca à Quinta das Amendoeiras, a rede fixa é analógica, e a ligação à net é rápida como há 15 anos. Mas, sobre a vindima nocturna: gostei muito. Já esperava que fosse mais lenta do que a diúrna mas foi ainda mais do que pensava. Começámos às 23:00h de quinta-feira e só acabámos às 8:30h de sexta. Parte da culpa também é da casta colhida – a maravilhosa Touriga Nacional tem a mania de nascer em cachinhos pequeninos. Mas o resultado foi excelente. As uvas chegavam ao lagar a cerca de 15ºC e, ao contrário do que acontece quando se colhe ao sol, a adega não ficou impregnada do seu cheiro. E era isso mesmo que se pretendia. Gosto muito do cheiro do mosto mas perfiro que os aromas fiquem retidos nele, que sejam engarrafados, para que só se libertem no copo. E é para isso que quero o mosto fresco. Também notei que era facílimo lavar as caixas e o equipamento. Uma mangueirada e já está, ao contrário do que acontece na colheita ao sol, quando uma gosma açucarada teima em agarrar-se a tudo. O vídeo que ponho aqui documenta a chegada da primeira carga à adega. A câmara profissional que se vê é d´”A Hora de Baco”, da RTP, que veio cobrir a nossa vindima (quando for ao ar, aviso).

Sem comentários:

Enviar um comentário